Treinador Ademir Fonseca é oficialmente apresentado

Comandante Carijó diz que será preciso muito trabalho para alcançar os objetivos



Foto: Tiago Castilho/Tupi FC

Na tarde dessa quarta-feira (09), no Salão Nobre Walter Corrêa de Souza (Canário), na Sede Social do clube, o Tupi Foot Ball Club apresentou oficialmente o comandante Ademir Fonseca, que será o responsável em levar o Galo de volta à elite do futebol mineiro. O evento contou com a presença da imprensa esportiva especializada da cidade.


Ademir recebeu a camisa Carijó das mãos do presidente Eloisio Siqueira, e mostrou pés no chão, entende a dificuldade da competição e as condições que o Tupi pode oferecer, neste momento, desta forma, o treinador alerta que não se faz futebol da noite para o dia, e que o clube vive uma fase de reconstrução e alerta que será preciso muito trabalho para que o Tupi conquiste seu principal objetivo, que é o acesso: “Para alcançar os nossos objetivos, temos que nos planejar bem, tentar errar o menos possível, porque os recursos não são dos maiores, para que possamos conseguir as peças certas e, quem sabe, alcançar o planejamento de conquista”.


O treinador ainda complementou: “Essa reconstrução passa por um processo muito sério, em todas a áreas, não vamos achar que em três meses vamos conseguir fazer tudo que precisa no Tupi, vamos tentar organizar o básico, pois as condições ainda não são as ideais. A diretoria tem buscado recursos para que possamos ter uma condição mínima, para que o atleta possa ter boas condições de jogo, um bom estádio pra jogar, um bom campo para treinamento, uma boa alimentação, salários em dia, tudo isso é fundamental para aquilo que tudo que a gente planeja para que o atleta possa sentir confiança no projeto.”


Ademir, de 59 anos, conquistou o título do Módulo II do Campeonato Mineiro pelo Tupi em 2001. Ele também trabalhou na Série D do Brasileirão, em 2010 e 2019. Com vasta experiência no futebol, Ademir dirigiu equipes como Goiás, Fortaleza, Paysandu, Guarani, CRB, Ituano, Comercial, América-RN, Joinville, Caldense, Uberlândia, Madureira, América-RJ, São Caetano, entre outras. O último trabalho foi no ASA, de Arapiraca, em 2021.


Durante a apresentação, o Gerente de Futebol, Cloves Santos, apresentou mais detalhes do projeto sub-20 do Galo. No dia 15 de março, às 15h, no Salles Oliveira, o Tupi inicia a montagem da sua equipe sub-20. Os atletas aprovados na primeira etapa da avaliação do clube farão parte da equipe, juntamente com demais atletas que terão a oportunidade de serem observados. As avaliações serão até o dia 26 de março, sempre no período da tarde. A comissão técnica do profissional será responsável por esse processo, disse ainda, que um Auxiliar Técnico permanente deverá ser contratado e que será o responsável pela equipe de base.


Segundo Cloves, o projeto, à princípio, é formar uma equipe mais regional, com atletas oriundos, além de Juiz de Fora, de cidades vizinhas, e o objetivo é realizar amistosos, afim de avaliar esses jovens promissores que poderão se manter na equipe, e num período de curto-médio prazo, ter a equipe preparada para as disputas de competições oficiais. Já a equipe principal, deverá iniciar os trabalhos à partir do dia 29 de março. O clube ainda aguarda o desfecho de algumas competições que estão em vigor para que possa negociar com os atletas.


O Tupi estreia no Campeonato Mineiro no dia 27 de abril, contra o Ipatinga, fora de casa. Logo na sequência, terá o clássico diante do Tupynambás, em Juiz de Fora.


Este material está liberado para reprodução. Os órgãos de imprensa devem citar o site do Tupi como a fonte da informação.